fbpx
 

Documentário foi dirigido pelos jornalistas Daniel Mello e Bruno Bocchini. O filme teve seus direitos adquiridos pelo Canal Brasil. A USP foi a última universidade estadual paulista a adotar o sistema de cotas.

Texto / Daniel Mello
Imagem / Pedro Borges/Alma Preta

A luta que levou a Universidade de São Paulo a adotar cotas raciais em 2017 começou há 30 anos, com a criação do Núcleo de Consciência Negra. O organismo autônomo trouxe para dentro de uma das universidades mais importantes da América Latina a discussão sobre a desigualdade racial e social na academia.

Apesar dos esforços e debates, a USP continuou por décadas como uma universidade essencialmente branca. Mesmo com a lei que, em 2012, passou a garantir uma reserva de vagas para alunos negros, indígenas e egressos de escolas públicas, nas universidades federais, a USP se manteve impermeável às políticas de acesso.

O movimento negro, no entanto, aumentou a pressão, com a criação, no mesmo ano da Frente Pró-Cotas para exigir a implantação de políticas afirmativas na instituição. É nesse momento que é filmado o documentário USP 7%, que retrata o racismo estrutural a partir da disputa política na Universidade de São Paulo. O filme fez pare dessa mobilização ao expôr as barreiras que a universidade impõe aos negros que querem acessar ao ensino superior.

Assista ao documentário USP 7% no link.

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com