“Frantz Fanon - Um revolucionário, particularmente negro” é o primeiro título brasileiro sobre o tema

Texto / Divulgação
Imagem / Acervo pessoal Deivison Nkosi

O professor de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Federal de São Paulo, Deivison Nkosi, lança no dia 11 de maio, no Al Janiah, em São Paulo, o livro “Frantz Fanon - Um revolucionário, particularmente negro” pela Ciclo Contínuo Editorial. O evento conta com debate sobre o livro com o professor Dennis de Oliveira e com o autor, e, para encerrar o evento, Conde Favela Sexteto faz intervenção musical.

Deivison Nkosi acredita que Franz Fanon tenha conseguido em vida unir o pensamento e a prática política, e que o pensador propõe uma discussão importante para os dias de hoje.

"Eu escolhi o Fanon pela singularidade do trabalho. Acredito que ele tenha uma participação ímpar para a compreensão do racismo e da modernidade. Para além disso ele consegue articular temas que geralmente são analisados separadamente, como capitalismo, racismo, subjetividade e cultura", conta Deivison Nkosi.

A obra

O livro apresenta a trajetória política e teórica de Frantz Fanon desde a sua infância na Martinica até a sua participação nos movimentos de libertação na África. Trata-se de uma investigação, em que a obra do intelectual martinicano é revisitada com vistas à sua biografia, de forma a oferecer ao leitor brasileiro um panorama mais amplo a respeito do contexto e dos dilemas enfrentados por Fanon no momento de cada escrito seu.

O ensaio é uma contribuição para o debate sobre a presença do pensamento negro e sua resistência política e intelectual na sociedade contemporânea.

Frantz Fanon foi um dos intelectuais negros mais importantes do século XX. Atuou como psiquiatra, filósofo, cientista social e militante anti-colonial. Sua obra influenciou movimentos políticos e teóricos em todo o mundo e suas reflexões seguem reverberando em nossos dias como referência obrigatória em diversos campos de estudo.

O autor

Deivison Mendes Faustino, também conhecido como Deivison Nkosi, possui doutorado em Sociologia pela Universidade Federal de São Carlos. É Professor Adjunto da Universidade Federal de São Paulo – Campus Baixada Santista. Ele também atua como pesquisador do Núcleo Reflexos de Palmares e do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) da UNIFESP. Deivison é integrante do Instituto AMMA Psique e Negritude e do grupo Kilombagem. Em 2015 recebeu a Menção Honrosa do Prêmio CAPES pela tese intitulada “Por que Fanon, por que agora? Franz Fanon e os fanonismos no Brasil”.

A editora

A Ciclo Contínuo Editorial é uma editora independente que se dedica à publicação de obras literárias e pesquisas na área das Humanidades, com enfoque especial na Cultura Afro-brasileira.

O catálogo da Editora reúne autores como Oswaldo de Camargo, Cuti, Carolina Maria de Jesus, Abelardo Rodrigues, Lívia Natália, entre outros.
Somado as publicações, a Ciclo Contínuo Editorial também promove ações educativas por meio de seminários, encontro com autores e cursos livres de Literatura.

Serviço

Lançamento do livro Frantz Fanon - Um revolucionário, particularmente negro
11/05 (sexta-feira) às 19h30
Endereço: Al Janiah - Rua Rui Barbosa, 269 - Bela Vista - São Paulo

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos