“Quem te Penteia?” aborda aspectos relacionados à autoestima e à ancestralidade por meio de entrevistas com moradores de regiões periféricas, cabeleireiros, trançadeiras e barbeiros

Texto / Divulgação
Fotos / Nina Vieira

O documentário “Quem te Penteia” será lançado na próxima segunda-feira (16) às 20h, no Centro Cultural Olido pela Zaika Produções. Ancestralidade, vínculo do indivíduo com a sua terra e conexão entre cabelos com aspectos socioculturais são os condutores do trabalho.

Idealizado e desenvolvido pela Zaika Produções, especializada em pesquisar e registrar o cotidiano e as experiências da população preta e periférica, o média-metragem ouviu relatos e histórias de trançadeiras, cabeleireiros, barbeiros e moradores de Capão Redondo, Grajaú e Jardim Miriam, na Zona Sul; Itaquera e Guaianases, na Zona Leste; e da região central de São Paulo.

As pessoas entrevistadas e retratadas em “Quem te Penteia?” falam sobre a relação do indivíduo com o cabelo por meio de aspectos diversos e perspectivas variadas, como a questão era pela liberdade de expressão, busca pela própria identidade e pela sustentabilidade financeira, além do ato de vaidade, retratado na produção também.

claudiaborgesquemtepenteia

Cláudia Borges é uma das entrevistadas, cabeleireira e trançadeira que atua à domicílio (Foto: Nina Vieira)

“Nosso recorte valoriza a relação que os profissionais da beleza estabelecem com seus clientes e como são fundamentais para a permanência e disseminação de culturas e tradições”, explica Nina Vieira, diretora de arte do documentário.

“Por outro lado, o documentário evidencia a busca constante da população preta e periférica em ser e viver da forma mais livre possível. A relação do cabelo é parte disso”, reforça Nina.

Algumas das pessoas retratadas pelo documentário são Sereia Maria, que fala sobre como a relação com o cabelo mudou após entrar para o candomblé; Raul Paixão, morador do Capão Redondo, que se tornou o cabeleireiro da comunidade LGBT na região; Amanda Coelho - ou melhor: Diva Green -, cabeleireira conhecida pelos cortes ousados de cabelos e que passou a produzir cantoras negras da atualidade; Julia Mayeto, imigrante angolana que faz tranças em cabelos para sustentar-se financeiramente no Brasil; e Josyas Barbershop, líder e fundador de uma das barbearias mais tradicionais e famosas entre rappers brasileiros desde os anos 1990.

raulpaixaoquemtepenteia

Raul Paixão, cabeleireiro na região do Capão Redondo (Foto: Nina Vieira)

Naná Prudêncio, produtora audiovisual, diretora fotográfica e fundadora da Zaika Produções, destaca que o objetivo é que o filme dialogue e crie identificação com a periferia. “Respeitamos as gírias e formas de se expressar de cada personagem. Queremos que quem assista sinta que esses bairros e pessoas foram representados com autenticidade, cuidado e respeito”, disse.

Programação

A exibição tem entrada franca, mas o público deverá chegar com uma hora de antecedência na Galeria Olido, localizada na Av. São João, 473 no Centro de São Paulo, para retirar os ingressos.

Após a exibição, “Quem te Penteia?” será exibido em bairros periféricos e demais espaços.

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos