Texto: Pedro Borges / Edição de Imagem: Pedro Borges

Pensamento panafricanista e as lutas pela libertação no continente africano são os temas principais das aulas

O Coletivo Cultural Dijejê apresenta o curso de formação sobre o panafricanismo e as lutas por libertação em África. O curso acontece entre os dias 20 de setembro e 30 de outubro e as inscrições são aceitas até o dia 18 de setembro. As aulas podem ser vistas pelos participantes na plataforma e-learning Moodle, ferramenta aberta, gratuita e de simples manejo.

O curso está dividido em seis módulos. Panorama histórico-analítico da formação da África contemporânea; Conhecimento colonial e estudos africanos; Negritude, Panafricanismo, Socialismo e Lutas de libertação nacional; Interpretações sociológicas contemporâneas sobre África; Modernidade, democracia, vida urbana na África contemporânea; Relações entre o Brasil e África.

Entre os autores a serem utilizados como base para o curso, estão Kwami Anthony Appiah, Mia Couto, Achile Mbembe, J Kizerbo e Russel G. Hamilton. Jaqueline Conceição, organizadora da atividade, destaca Achile Mbembe como a principal referência para os encontros. Nascido em Camarões, ele é professor de História, Ciências Políticas e diretor de Pesquisa Social e Econômica do Instituto Witwatersrand, em Joanesburgo. O seu livro On the Postcolony o fez emergir como um dos pensadores mais férteis na história, sociologia e filosofia política.

Jaqueline Conceição ressalta a importância de conhecer o panafricanismo e as lutas por libertação no continente africano. “Acho que a proposta do conteúdo é um chamativo. Além de discutir o panafricanismo, o curso quer discutir também um pouco sobre a África, como uma tentativa de superar a África idealizada pelo ocidente”.

Serviço:

Valor: 80 reais (inscrição aqui).

Inicio: 20 de Setembro de 2016

Término: 30 de Outubro

Carga horária: 30 horas (com certificação)

Programação:

Módulo 1. Panorama histórico-analítico da formação da África contemporânea.

Módulo 2. Conhecimento colonial e estudos africanos.

Módulo 3. Negritude, Pan-Africanismo, Socialismo e Lutas de libertação nacional.

Módulo 4. Interpretações sociológicas contemporâneas sobre África.

Módulo 5. Modernidade, democracia, vida urbana na África contemporânea.

Módulo 6. Relações entre o Brasil e África

Bibliografia básica:

APPIAH, Kwami Anthony (1997). Na casa de meu pai: a África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro: Contraponto.

CABAÇO, José Luis. (2009). Moçambique: identidade, colonialismo e libertação. São Paulo, UNESP.

COUTO, Mia (2008) – Um passado ainda por nascer.

HAMILTON, Russel G. (1999). A literatura dos PALOP e a teoria pós-colonial. Via Atlântica, 3, p. 12-23. Disponível em: KI-ZERBO. História Geral da África: Metodologia e pré-história. V. 1. São Paulo, Ática.

MUTZENBERG, Remo e E.V. SOARES (2009). Democratização, sociedade civil e cultura política: aproximações entre o Brasil e a África lusófona. Estudos de Sociologia, 15 (2): 49-68.

Mais informações:

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(11) 9 44681000

bannerhorizontal

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos