fbpx

Filósofa é uma das principais referências no debate racial no Brasil; plataforma de curso oferece mais de 30 formações online sobre feminismo negro e a questão de raça no país

Texto / Pedro Borges
Imagem / Divulgação

O curso online “O pensamento de Sueli Carneiro” tem 20 vagas abertas para inscrição até o dia 28 de fevereiro. A formação ocorre na plataforma e-learning Nkanda, com certificado de 90h de participação aos interessados.

As aulas apresentam um panorama da produção acadêmica da autora e difundem os conceitos e as categorias desenvolvidos por Sueli Carneiro nos últimos 20 anos. O objetivo é ampliar o acesso às teorias desenvolvidas pela filósofa para fora do acadêmico.

O curso é desenvolvido na plataforma Nkanda, hospedagem com referências, vídeos, podcasts e aulas sobre a questão racial no país e o feminismo negro. O material é todo desenvolvido por uma equipe de pesquisadoras negras, sob a coordenação da professora Jaqueline Conceição, também pedagoga, antropóloga e psicanalista.

Como se inscrever?

O valor para o curso é de R$ 60,00 e quem o adquirir ganha direito de acessar o material por 30 dias, com carga horária certificada entre 40h e 90h. Os interessados podem também se cadastrar como assinantes da plataforma Nkanda e adquirir acesso a mais de 30 formações online sobre a temática racial e o feminismo negro.

O plano anual, com o valor de R$ 204,00, permite acesso válido por 12 meses a mais 36 cursos e conteúdos exclusivos. No plano semestral, com o preço de R$ 105,00, e no mensal, no valor de R$ 33,00, o consumidor tem acesso válido aos mesmos cursos de acordo com o tempo adquirido.

As inscrições podem ser feitas aqui

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com