A iniciativa é de mulheres negras que viram a necessidade de fomentar o intercâmbio cultural entre produções cinematográficas negras do Brasil com o mundo

Texto / Lucas Veloso | Edição / Pedro Borges | Imagem / Divulgação

Entre os dias 14 e 18 de agosto, Salvador recebe a segunda edição da Mostra Itinerante de Cinemas Negros - Mahomed Bamba (MIMB). Nas 18 sessões previstas, mais de 70 filmes de várias partes do mundo serão exibidos gratuitamente em bairros da cidade.

A Mostra tem o objetivo de ampliar as janelas de reprodução dos conteúdos nacionais e internacionais produzidos por realizadores negros. Em sua segunda edição, a MIMB traz apresentações culturais, oficinas, palestras, exposição e circulação de novos conteúdos dos cinemas negros nacionais e internacionais.

Na programação, estão longas e curtas-metragens de ficção, documentários, animações e obras experimentais, a fim de dialogar com adultos e crianças de bairros populares e periféricos da cidade de Salvador.

“Entendemos o quão é importante celebrar os cinema(s) negro(s), e que esta pluralidade faz parte da navegação diaspórica que nos conecta em todas pontas do mundo.Trazer as óticas construídas mundialmente para a Bahia”, indica Daiane Rosário, idealizadora da Mostra. Ampliamos as inscrições para produções negras de cada canto do mundo. Nossas conexões são de navegação, identidade e caminhos”, completa.

A curadoria de filmes nacionais foi composta por Dayane Sena, Heraldo De Deus e Rayanne Layssa, coordenados por Julia Morais e Taís Amordivino. Já a de filmes internacionais, coordenada por Kinda Rodrigues, foi composta por Janaína Oliveira e Alex França. O júri é composto por Beatriz Vieirah, Luciana Oliveira e Thales Novaes.

O evento vai circular por sete bairros da cidade, com sessões simultâneas em oito espaços culturais e ainda conta com oficinas de produção audiovisual com aparelhos móveis, crítica de cinema afrocentrada, entre outras.

Uma pesquisa divulgada em 2018 pela Agência Nacional de Cinema (Ancine), com base em dados do IBGE, revelou que os negros não chegam nem a pontuar em funções executivas das grandes produções (como Direção e Roteiro). As mulheres ficam entre 1% e 3%, considerando as produções mistas, quando há homens e mulheres. Os homens brancos seguem sendo 75,4% entre diretores e 59,9% entre produtores, seguidos por mulheres brancas.

Exposição Cinemas Angolanos

Como parte da programação está a exposição de “Cinemas Angolanos” apresentada pelo ator Miguel Hurst. A obra “Angola Cinemas — Uma Ficção da Liberdade”, trabalho, da autoria de Walter Fernandes, que documenta a história arquitetônica das salas de cinema.

Sobre a Mostra

A primeira edição, realizada em abril de 2018, passou por seis bairros de Salvador com a exibição de 44 filmes em 14 sessões, para além de atividades simultâneas como oficinas e rodas de conversa sobre questões correlatas a gênero, raça, sexualidade e a produção audiovisual.

A mostra leva o nome do professor Mahomed Bamba, pesquisador fundamental sobre cinema negro e diaspórico, nascido na Costa do Marfim e radicado no Brasil, onde viveu por mais de vinte anos.

SERVIÇO

II MIMB (Mostra Itinerante de Cinemas Negros - Mahomed Bamba) | 14 a 18 de agosto de 2019 | ONDE? Ilha de Maré, Calabar, Periperi e nos espaços culturais como Goethe-Institut, Sesc Pelourinho, Centro Cultural da Barroquinha, Sala Walter da Silveira - Dimas e Casa de Angola. | ABERTURA: Dia 14 no SESC Pelourinho, 18h30 com exibições gratuitas, às 21h show de Nêssa, Yan Cloud e Afrocidade com participação surpresa | Ingressos show: R$20 (inteira) e R$10 (meia)

bannerhorizontal

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos