fbpx

Anielle Franco, diretora do Instituto Marielle Franco, anuncia a parceria entre a família da ex-vereadora do Rio de Janeiro, assassinada em 14 de Março de 2018, com o portal de mídia negra Alma Preta e denuncia as violências racistas a que a família tem sido vítima

Texto / Anielle Franco
Imagem / Acervo pessoal Anielle Franco

"Ninguém solta a mão de ninguém". Mas me respondam aqui, se a mão for preta, favelada, pobre, família de sangue da Marielle Franco, vocês segurariam, ou soltariam? Pois é! Desde o fatídico 14 de março de 2018, alguns soltaram, outros seguraram. E que bom que alguns seguraram! Outros se chegaram, tentaram lucrar, ganhar, e saíram. Alguns ficaram, nos ajudaram, somaram e seguem sim com o propósito de agarrar a causa e acolher a família nesse pedido de justiça e por esse legado.

Nós sabemos bem que Marielle virou um ícone mundial, o que foi de suma importância para que esse crime político e covarde não fosse esquecido.

Minha família de sangue tem sido vítima de racismos das mais diversas formas. Mataram minha irmã e tentam matá-la novamente a cada dia com difamação, fake news e oportunismos dos mais esdrúxulos aos mais óbvios. Marielle foi democraticamente eleita e assassinada covardemente em um crime político que continua sem resposta. E isso é grave. Foi mais uma vida humana de uma mulher negra, bissexual, favelada, e mãe ceifada.

Anielle Franco Corpo

Anielle Franco e Marielle Franco juntas (Foto: acervo pessoal)

Enquanto existe uma parte da população que comemora essa morte fazendo piada e memes de péssima qualidade, e outra que usa e abusa do nome e da imagem dela para se promoverem, existe também aquela parte que fecha e cola com a gente de fato, lutando e tocando pautas que a própria Marielle defendia e lutava para que tivessem dignidade e respeito. O que é o caso do alma preta jornalismo!

E é por isso que nossa missão nesses últimos meses tem sido tentar tocar a vida como antes, e dar conta do legado Marielle Franco, que não é só de uma ou duas ou três pessoas, mas sim de uma população que é sucateada e desrespeitada há tempos. Sendo assim, hoje nós escolhemos começar a falar a real situação dessa família. E é com muita honra e credibilidade que anunciamos nossa parceria com o alma preta jornalismo!

Por aqui honraremos o sangue de Marielle que corre em nossas veias com caráter, luta, respeito, dignidade, legitimidade e muita vontade de provar que as mulheres negras podem e devem fazer o que bem quiserem!

Anielle Franco é mestra em jornalismo e letras, palestrante, professora, escritora, diretora do Instituto Marielle Franco, coordenadora geral do projeto Papo Franco e a mais nova colunista do alma preto jornalismo

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com