Direito à terra, identidade e ativismo são alguns dos temas a serem debatidos. As atividades acontecem durante o mês de Abril e contam com a participação de nomes importantes do movimento quilombola e indígena no Brasil.

Texto e imagem / Divulgação

Centro de Pesquisa e Formação do SESC-SP realiza o ciclo de diálogos Quando Zumbi Chegar: entre experiências quilombolas e movimentos sociais de hoje com foco nas relações históricas dos quilombos com a cidade e o direito de existir das populações negras e indígenas: seja nas cidades, seja nos quilombos.

Ao lado de pesquisadores e lideranças sociais (quilombolas e indígenas), o ciclo reúne em seus convidados ativistas de outras localidades, expandindo a reflexão e as relações do direito à terra e a existência dos povos quilombolas, indígenas seja no meio rural, seja no meio urbano.

banner textos assinaturas

Dividido em três eixos temáticos, no dia 18 de abril, o encontro refletirá sobre como a criação de heróis e mitos contribuem às lutas do movimentos sociais e à construção das identidades e da memória da população negra, com a participação do historiador e babalorixá Célio Rodrigues, da pesquisadora Rute Costa e mediação do pesquisador Salloma Salomão.


No dia 25 de abril, a filósofa Djamila Ribeiro media o encontro que abordará a presença feminina nas formações dos quilombos, ao lado das ativistas paulistana Joice Berth e pernambucana Lourdinha Silva.

Encerrando o encontro, no dia 2 de maio, as relações da demarcação de terra com a gentrificação nas cidades serão debatidas na mesa composta pelo geografo Alex Ratts e as lideranças Jerá Poty Miri (Aldeia Tenondé Porã - SP) e Carmen Silva do Movimento Sem-Teto do Centro.

A programação faz parte do lançamento da websérie "Quando Zumbi Chegar", realizado na Serra da Barriga e no Quilombo do Muquém (AL), em 2014, coordenada pela jornalista Maitê Freitas em parceria com os fotógrafos Fernando Solidade, Leonardo Galina e Rogério Pixote, e a atriz Daniela Evelise.

No mesmo dia da abertura do ciclo, no dia 18 de abril, às 19h30 acontece o lançamento e exibição completa da primeira temporada da websérie, no Cine Olido, com entrada gratuita e a presença da equipe produtora da série.

Programação Completa

18/04. Quando Zumbi Chegar: o mito, a história e a consciência política na formação racial brasileira
Quem foi Zumbi? Este encontro tem como objetivo refletir sobre como a criação de heróis e mitos contribuem às lutas dos movimentos negros e a construção de identidade da população negra na sociedade brasileira.

Com Pai Célio e Rute Costa. Mediação: Salloma Salomão.

25/04. De Dandara à Beatriz Nascimento: o pensamento feminista na formação dos quilombos
A história oficial apagou dos livros a presença das mulheres na formação e na liderança de Palmares. Este encontro tem como foco explicitar como os quilombos refletem uma organização feminista e matriarcal.

Com Joice Berth e Lourdinha Silva. Mediação: Djamila Ribeiro.

02/05. Quilombagem: as relações da demarcação de terra com a gentrificação nas cidades
Este diálogo proporá uma reflexão sobre as relações do processo de demarcação de terra quilombolas e indígenas, a luta por terra e a preservação do direito à moradia e à existência.

Com Jerá Poty Miri e Carmem Silva: Mediação: Alex Ratts.

*A cada encontro será exibido um episódio da série com apresentação de Maitê Freitas.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Serviço:

Dias e Horários

Terças, 14h às 18h
*Dia 2/5: 15h às 18h

Local: Centro de Pesquisa e Formação do Sesc

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Onde Estamos

Endereços e Contatos
18-80. Jd Nasralla - Cep: 17012-140
Bauru - São Paulo
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos